Estratégia de Backup 3-2-1 (e suas variações)

Ter um meio eficaz de fazer backup de seus dados e restaurá-los em um cenário de recuperação de desastres é uma parte essencial de seu plano geral de continuidade de negócios. Para garantir que seus dados sejam protegidos de forma eficaz, você precisa fazer backup de seus dados em harmonia com as recomendações de práticas recomendadas comprovadas pelo mercado – e é aí que entra a estratégia de backup “Regra de Backup 3-2-1”.

“Tá bom, mas o que é essa regra?”

Cada parte da regra de backup 3-2-1 significa um aspecto da proteção de seus dados de uma maneira que satisfaça as práticas recomendadas. Na regra de backup 3-2-1, é recomendável ter (3) cópias de seus dados, armazenadas em pelo menos (2) tipos diferentes de mídia, com pelo menos (1) cópia armazenada externamente.

É importante que, como em qualquer estratégia de backup que adotar, que não siga o “definir e esquecer”. Se você fizer isso com o backup, logo no dia em que precisar dele, o último backup bem-sucedido não terá o que você precisa.

Durante anos, usou-se bastante backups em fitas, mas hoje em dia, com o uso de computação na nuvem, não é mais prático e viável o uso de fitas em boa parte dos ambientes de TI da atualidade. No caso do backup em fita, só o tempo do transporte da fita para onde ele pode ser usado para recuperação de desastres é mais do que a maioria das empresas pode tolerar. A criticidade dos sistemas reduziu os objetivos de tempo de recuperação (RTO) para apenas horas ou minutos.

Como tudo associado à tecnologia muda com frequência, a regra 3-2-1 ganhou variações ao longo do tempo, como a 3-2-1-0, 3-1-2, 3-2-2, 3-2-3 entre outras possíveis, mas isso é papo para um outro momento.

Como é de se esperar, não há uma “fórmula mágica para um backup perfeito”, mas a abordagem 3-2-1 pode ser vista como um bom norte para a maioria das pessoas e empresas.

Ah, e duas dicas finais, mas não menos importantes:

  • Seria horrível você adotar uma estratégia de backup e não testar periodicamente. Faça testes de restauração de seus backups, afinal, você nunca saberá se seu backup realmente funciona sem testá-lo. Ou você vai querer saber que não está funcionando adequadamente justamente no momento que mais precisar?
    .
  • Revise periodicamente seu plano de backup, certificando que seus dados estejam protegidos o suficiente e que você possa restaurá-los de acordo com o RPO/RTO da sua organização.

.

Deixe o seu comentário:

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.