Vazamento Massivo de Dados – O Que Fazer?

Este é um material produzido pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG) sobre o vazamento dos mais de 223 milhões de dados pessoais.

No entanto, como fonte de informação e aprendizado, além disso, o documento também apresenta 11 dicas de como manter seus dados mais seguros.

Vazamento de dados? 223 milhões? Brasil?

Primeiramente, é preciso contextualizar: no dia 19 de janeiro de 2021, foi identificado um vazamento massivo de dados pessoais de cerca de 223 milhões de CPFs de brasileiros, inclusive de pessoas já falecidas. Contudo, esses dados estariam sendo expostos à venda em fóruns na internet e parcialmente expostos em sites variados de amplo acesso.

Como resultado das investigações, descobriu-se que, além do CPF, foram vazados, por exemplo, os seguintes dados pessoais:

  • Nome
  • Sexo
  • Data de nascimento
  • Estado civil
  • Endereços
  • Números de telefones
  • Relações familiares
  • Dados de veículos (placa, número de chassi, combustível, etc.)
  • Informações sobre CNPJs (razão social, nome fantasia e data de fundação)
  • Detalhes sobre declarações de Imposto de Renda
    Fotos de rosto
  • Benefícios do INSS
  • Informações de registros de servidores públicos
  • Escolaridade
  • Cadastros do LinkedIn
  • Dados financeiros (score de crédito, cheques sem fundo e renda, entre outros).

    Por fim, vale ressaltar que, até o momento da publicação deste post, ainda não se sabe, apesar de algumas suspeitas, quanto a origem dos dados vazados.

Material do MPMG sobre o vazamento de dados pessoais

O material completo, em formato PDF, disponibilizado pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG), pode ser acessado através deste link.

.

Deixe o seu comentário:

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rodapé do Site